27 março, 2008

Ontem

Ontem à noite, saimos só os dois. Desde o dia 29 de Dezembro de 2006 que não o faziamos, na véspera de ter ficado internada por falta de líquido amniótico.

Fomos à Ópera, ao Teatro S. Luiz, na sala conhecida como Jardim de Inverno, que eu achei fantástica. Coisa contemporânea... estranha, mas interessante. Gosto de coisas diferentes e foi o caso. Há mais de um ano que não me sentia tão... cultural.

Os avós ficaram a tomar conta do Pedro que nem estranhou. A avó adormeceu-o e quando chegámos a casa dormia o sono dos justos.

Pena não podermos fazer mais vezes, mas não sou capaz de sobrecarregar ainda mais os meus pais. Desta vez foi apenas porque somos amigos de uma pessoa que entrava na ópera e não queriamos mesmo faltar. Mas os meus pais têm 70 anos e aguentar o Pedro todo o dia é dose.

7 comentários:

Mariah disse...

Que bom!! Gosto tanto de Ópera Carla mas nunca assisti ao vivo, com muita pena minha, mas vou ouvindo em casa e no carro. É incrível mas a nossa vida social e cultural reduz-se tanto a partir do momento que nasce um filho, não é? Agora ando ansiosa para que o João tenha idade para juntos, fazermos uns programinhas.
Beijos

ANA E OS PRINCIPES... disse...

Como eu te entendo.
Fizeram bem sair,o casal também precisa de alguns momentos,de diversão,a sós.
beijinhos

Sandra e Afonso disse...

Olá Carla!
Voces fizeram bem!
E se for só de vez em quando aposto que os Avós não se importam nada!
Por aqui ainda não tivemos dessas saídas! Eu não consigo deixar o Afonso, não confio em muita gente para tomarem conta dele, e aos meus pais~embora confie plenamente nele, penso tal e qual tu, pois não os quero sobrecarregar, pois eles tem os empregos deles, tem a loja e vida deles.
Por isso essa vida, embora necessária ao casal, por enquanto não a vamos fazendo.
Mas aproveitamos os almoços durante a semana. Por norma almoçamos sempre juntos e conseguimos fazê-lo com calma e sem pressas.
Vidas!
Nunca fui à ópera!
Beijo, beijo, beijo

Sandra e Afonso
www.bebeafonsinho.blogspot.com

Lojinha da Pipocas disse...

Querida, não é preciso ter um filho para se acabarem as saídas. Falo por experiência própria. Não temos filhos e ultimamente quando saímos é só para visitar familiares, ir às compras ou jantar fora (faço-o 2 a 3 vezes por semana, já se tornou banal). A venda da casa não ajuda nada, estamos prisioneiros da casa e o trabalho do maridinho tb não, chega a casa às 20/20.30h e quando não é mais tarde...
Gostava tanto de ir à ópera ao São Carlos. A última vez que ouvi ao vivo até chorei. Foi num auditório. A obra Requiem do Mozart. Fui sozinha e foi lindo!
Beijoquinhas fofinhas.

Mamã dos Diabinhos disse...

Fizeram bem, tenho a certeza que os teus pais nao se importam, por ca acontece o mesmo, nao queremos mesmo é abusar... acahmos que ja fazem muito, não é?
beijocas

Carla - Vida a 4 disse...

Que fixe.
Boa saida. Aproveita porque quando são 2 é dificil de os largar.

Bjs

rita disse...

Eu deixei de ter vida social desde q a minha filha nasceu eheheh.
Bjs