09 abril, 2008

Do tempo

Troca-se esta vida por outra mais interessante.

Estar farta do trabalho, deprimida com um quotidiano que se repete e não trás nada de novo e por isso desmotivada com quase tudo, menos com os fins de semana, também vos acontece a vocês?

Porque é que umas pessoas estão sempre bem com aquilo que têm, e outras, nas quais me encaixo, andam numa procura incessante por algo que nunca encontram?

Onde é que eu estou a errar? Afinal o que é que me falta? Onde é que está a satisfação que vejo outros tirarem do trabalho e que eu não tiro? Às vezes sinto que não tenho as competências necessárias para ser uma boa profissional, porque me enfado, farto e desespero com o mundo do trabalho. Já não percebo se não dou mais, porque não sou capaz, porque não quero e não me apetece, ou se porque não dão valor àquilo que faço, ou pior: será que serão verdadeiras as três hipóteses?

Okay, não sei se é do tempo, mas isto hoje está agreste.

9 comentários:

Ana Luísa disse...

Não sei o que diga pois sinto o mesmo em muitos dias...
Gosto do que faço e onde o faço mas sinto que não passo do mesmo... Que é tudo igual...
Também entro em 'desespero' e nunca me sinto satisfeita...
E hoje também está agreste para estes lados...
Beijinhos.

Mamã dos Diabinhos disse...

Já vi que sim...
Mas por cá tb está agreste. Gosto do que faço e sinto que tenho muito para aprender, mas o ambiente desmotiva-me por completo.
beijocas

Sandra e Afonso disse...

Olá!
Resposta à pergunta 1 - Sempre!
Resposta à pergunta 2 - Também gostava de saber!
O que me desmotiva mesmo aqui no trabalho são as chamadas "cunhas" - loiras burras, que não fazem nada, que não sabem fazer nada a não ser adornar (e mesmo assim, nem sempre), é ver o meu director comercial trabalhar 2/3 dias por semana e quando o faz chega do almoço meio borrachão, é ver esse mesmo tipo a perder reuniões importantes porque trocou Torres Novas por Torres Vedras... entre outras coisas igaulmente feias!
Por aqui também está agreste, Linda!
Valem os fins de semana!
Beijo, beijo, beijo

Sandra e Afonso
www.bebeafonsinho.blogspot.com

Nany disse...

O trabalho tem muito que se lhe diga, por vezes até gostamos das funções mas não daquilo que nos calha para as desempenhar, do ambiente, dos colegas, dos chefes, etc.
A insatisfação faz parte de quem sabe que tem mais para dar, que consegue fazer melhor ou de quem quer mudar. Se o homem estivesse satisfeito a caminhar a pé nunca teria inventado a roda.
Quando sabemos que queremos dar mais e não conseguimos é angustiante e depois isso reflecte-se no resto.
Espero que as noites estejam melhores.
Bjks

joana disse...

Olá!

Eu a nível profissional também ando muito desmotivada. Principalmente desde que regressei da licença de maternidade. Acho que não encontrei a minha vocação (se calhar não tenho nenhuma...), apesar de que desempenho o meu trabalho com uma dedicação que por vezes não é reconhecida. Não tenho vergonha de dizer que, se pudesse, era dondoca e dedicava-me a 100% ao Pedro.

Bjs

Rita disse...

Infelismente vejo que é uma situação que é mais frequente do que realmente deveria ser. Para mim é difícil dar algum conselho porque adoro o que faço embora as minhas desvantagens e as minhas desmotivações se prendam com o facto de nunca saber quando vou receber... fazer 1001 propostas de trabalho para depois só ser aceite uma e às vezes nenhuma... Não fossem as minhas altas capacidades de poupança e de ginástica financeira cá por casa e teria mesmo que ir para a caixa de um supermercado qualquer (e mesmo assim é uma hipótese que não posso descartar). Mas já percebi há muito tempo, que a vida não é suposta ser fácil... nem mesmo para alguns ricos, porque o dinheiro ajuda muito mas não compra o mais importante... Mas acho que quando algo dentro de nós nos diz que qualquer coisa não está bem... e que às vezes não fala só uma vez e repete-nos essa insatisfação constantemente... no meu entender é um sinal claro que tem de haver uma mudança!! Qual? Não sei... porque cada um sabe da sua vida e no que acredita que pode fazer com ela... mas acredito nisto... e acho que enquanto não encontrares forma de fazer essa mudança... essa insatisfação vai continuar :(
Um beijo enorme

Manhã de Inverno disse...

Por amor à camisola tudo fica mais fácil. Será que chegou a altura de mudança para ti?

Beijinhos

Bala disse...

Não será próprio da natureza humana, esse necessidade de mais?
E será que aqueles que se dizem satisfeitos com o que têm, estão realmente satisfeitos????

Eu acho que todos nós passamos por fases em que necessitamos de mudar.
Provávelmente estarás numa dessas fases.
...São as heranças dos primeiros homens, que eram nómadas!

Eu estou numa fase em que não posso veu o meu chefe à frente....Pagava para o mandarem para outro lado qualquer!

Bjinhos

Dunga disse...

Como eu te entendo...! Por estes lados andamos na mesma! No meu caso, o que desmotiva é saber que não dão o devido valor ao que faço, é saber que preferem ir buscar pessaol de fora para fazer trabalhos que poderiam ser feitos (e muito bem!) por funcionários da "casa"! Mas fazem-no porque são amigos deste, primos daquele, filhos do outro!! Enfim...cunhas! É frustrante...tenho que ir buscar motivação a outras áreas da minha vida, senão...! Beijinhos e ânimo!