18 setembro, 2009

Semana complicada que chega ao fim!!!

Mas é que foi mesmo... Na quarta-feira o Pedro teve consulta de dermatologia. Sabíamos mais ou menos ao que iamos, mas nunca sabemos ao certo. Pois... Quando fomos à dermatologista em Junho era para mostrar um sinal que o Pedro tinha no peito. É claro que assim que entrámos ficamos a saber da quinta doença, e do parvovirus e o sinal quase se tornou secundário, sobretudo porque depois de ser visto a médica disse que era benigno, ainda que não pudesse ao certo dizer o que era. Disse que se aparecessem mais, era um molusco. E pronto. Durante as férias apareceram mesmo mais, e então lá liguei à senhora que me mandou ir rapidamente à consulta para não deixar alastrar. Como se ele não tivesse já alastrado do peito, ao resto do tronco e às costas do miúdo. Sabíamos que ele ia levar creme anestesiante, mas nunca me passou pela cabeça que a coisa fosse literalmente ARRANCADA com as pontas de uma pinça. O que vos garanto não é um espectáculo digno de ser visto, pois a pobre criança estava rodeada de 4 adultos que o agarravam, para um deles lhe tirar bocados. Os mais pequenos, foram retirados através de curetagem. O Pedro portou-se que nem um herói, e só chorou no último que foi arrancado sem o tal creme anestesiante. (Pudera, até eu chorei). O que o assustou mesmo é que o processo faz sangrar um bocado, e sempre que olhava para si próprio ficava aflito. Meu rico filho... Para já, a coisa passou, mas teremos de voltar à carga se voltarem a aparecer mais. É que a coisa é viral, e nós somos barras a apanhar essas porcarias (Vem gripe A que estamos preparados para ti!!!!!! Estou a brincar!!!! Não estou nada.) De resto, de referir que o meu rapazote é um senhor, e como lhe tinham prometido um balão se se portasse bem, assim que saiu da mesa de tratamento correu atrás da doutora para a sala dela e disse: Doto'a!? Onde está o balão, se faz favor? O que eu me ri. É que tortura sim, mas quero a recompensa prometida.

Na quinta feira foi dia do mais novo ser analisado. A minha rica médica tratou de me informar que o meu Cardinalli (que sim, continua sentado e torto) não é um bebé grande, mas sim um bebé GORDO. E disse-me logo que este não nasce de parto normal, depois de uma cesariana anterior... A verdade é que nesta gravidez engordei "apenas" 4 kg (contra 12 da gravidez do Pedro), mas tenho uma barriga muito maior, o que faz com que muita gente pense que estou a chegar ao fim da coisa. De resto, tudo bem com nós os dois e mais uma catrefa de exames e porcarias para fazer. Falei-lhe da gripe, se deveria fazer a vacina se ela aparece-se por aí. Disse-me que sim, mas que ela não vai aparecer antes de Janeiro, por isso, para eu não me preocupar. Contou-me ainda que o Hospital Amadora-Sintra já recebeu uma grávida com gripe A e que entrou e saiu grávida, ao fim de 5 dias de tratamento, por isso eu que não faça contas à vida, que a probabilidade de me safar de um bicharoco desses é grande. E cá estamos nós a prepararmos-nos para mais uma grande mudança na nossa vida... E a pensar descansar este fim de semana, que a semana deu cabo de nós.

P.S. Bolas, escrevi como já não escrevia há meses... largos.

9 comentários:

SCAS disse...

o melhor de semanas assim é que tb essas chegam ao fim!!!
Beijinho enorme e que tudo corra bem, preferencialmente melhor do que até aqui...
Bom fim-de-semana

)0( disse...

Depois disso tudo vocês aguentam qalquer coisa! Bolas! Coitado do Pedro... o rapaz merecia um saco cheio de balões!!
Melhores semanas é o que vos desejo, com menos atribulações!
Beijos grandes

Mia disse...

Que coisa!! Até eu fiquei aflita só de ler, o Pedro é realmente muito corajoso ;)
Não terá de ser necessariamente cesariana. O meu não estava indicado para cesariana, foi porque a dilatação não avançou.


Beijocas enormes

Bala disse...

Conheço a saga dos moluscos!
Passámos pelo mesmo, por 2 vezes. Por sorte o médico que segue o Tomate não arranca com pinça...raspa(!) tudo. O desgraçdo está cheio de cicatrizes nas costas e no "lombo". Só espero que desapareçam com o tempo!
Ela disse-te alguma coisa da piscina?
É que isso é altamente contagioso entre miúdos da idade dos nossos. (uma seca!)

Quanto ao resto. É óptimo saber que estão bem...mesmo que o "gordo" esteja gordinho! :o)

Bjinhos

Carla disse...

Bala, a médica disse que efectivamente a coisa poderia ser apanhada na piscina e obviamente também podia ser transmitida, mas disse que apenas por contacto directo, isto é, se o miúdo se encostasse a outro. Falámos na piscina e ela não disse nada, porque se considerou que a coisa estaria resolvida. Temos evitado o contacto dele com outros miúdos, mesmo na piscina, mas que agora me deixaste com um problema de consciência, deixaste...

Bala disse...

Carla, a coisa só fica efectivamente resolvida depois das crostas caírem, e se verificar que não há mais nenhuma "borbulha" nas costas.
Nós, da primeira vez facilitámos.....e elas tornaram a aparecer.
Disseram-nos na farmácia que é normal, e que há quem leve anos a erradicar os ditos moluscos.
Sabes o que te digo, se não há qualquer hipótese de ele ter contacto pele com pele, com os meninos da piscina....então, não há motivo para preocupações!
Enquanto ele tiver crostas, podes pÔr uns pensos impermeáveis que se vendem na farmácia (Mepore acho eu!) e que evitam o tal contacto!

Bjinhos

Carla disse...

Quando dizes "facilitaram", quer dizer o quê? Obrigada pela resposta rápida :-)

Bala disse...

Olá Carla!
Desculpa, mas só agora é que consegui vir aqui.
Quando digo que facilitámos, quero dizer que não tomámos bem conta da cicatrização.
Deixámos as crotas andarem ao ar, porque ele se queixava da cola dos pensos, e como as camisolas, as camisas, tudo toca nas crostas....foi o suficiente para tornar a alastrar!
Foi o que o dermatologista nos disse.
O dermatologista também nos recomendou um ácido, que se vende na farmácia, para usar no molusco quando este ainda está muito pequenino.

Bjinhos

Sandra e Afonso disse...

Bem, Carla, ali na parte das pinças até tremi...

Possas!!!!

Um beijo ao Pedro por ser tão forte!

Beijo grande para ti e para o teu Cardinalli!

Sandra