18 junho, 2010

José Saramago

Acabei de saber que morreu. Fiquei triste. Gostava dele, sempre gostei. Também gosto da sua obra. Lembrei-me de todas as vezes que estive com ele, e das poucas palavras que trocámos enquanto me autografava os livros... Questiono-me sobre os seus sentimentos, e se foi um homem feliz... E faz-me, uma vez mais, pensar na morte e no sentido de tudo, perante essa certeza.

Sem comentários: